Evolução dos Dados Econômicos no Brasil

A Indústria Automobilística corresponde a cerca de 5% do PIB brasileiro e o gráfico acima mostra a evolução da produção de automóveis desde 1994, com uma nova série estatística da ANFAVEA. A curva do gráfico é semelhante à curva da evolução da Indústria de Transformação, onde a participação da Indústria Automobilística é de 23%. Vemos pouca evolução até 2003, motivada pelos mesmos problemas que afetam a Indústria de um modo geral, mas especialmente no que se refere à concorrência do produto importado Leia as noticias da época Leia as noticias da época e ao mercado interno, com massa salarial estagnada neste período Leia as noticias da época. O efeito negativo da crise mundial para a indústria automobilística foi um pouco mais tardio e só foi sentido quando não conseguiu sustentar a exportação de veículos, notadamente para a Argentina. Embora a queda na produção de automóveis tenha sido grande em 2014 – foi de 15,2% em relação a 2013, a ANFAVEA considera que 2014 não foi um ano perdido pois novas unidades industriais foram implantadas, houve atração de novos investimentos e lançamento de muitos modelos. Nestes últimos tempos a Indústria Automobilística soube enfrentar o abalo na confiança geral e as exigências do novo consumidor, além das dificuldades de crédito para o consumidor em alguns momentos. O País tem uma capacidade instalada para fabricar 4,5 milhões de veículos e continua a ser o sétimo produtor mundial. O ano de 2015 não foi um ano bom para as montadoras, a produção de veículos caiu 15,21%. Mas o ano de 2015 voltou a ser ruim para as montadoras e a produção novamente caiu 22,1%.